VELAS ACESAS ANUNCIAM A VINDA DO ESPÍRITO SANTO NA FESTA DE PENTECOSTES

Nesse domingo, dia 9 de junho, centenas de fiéis participaram da Solenidade de Pentecostes, às 11h30, na Igreja São José, presidida pelo Pe. Cláudio. Após a leitura das intenções da Santa Missa, iniciou-se a procissão de entrada com o turíbulo, as lanternas, a Cruz, os banner de São José, do Divino, do Dízimo e as faixas dos sete dons do Espírito  Santo tendo como participantes: os Acólitos, os ministros da Eucaristia, os integrantes da Liturgia e o pároco, trajado em seus paramentos vermelhos. A equipe de música animou os fiéis com a canção “Nós estamos aqui reunidos” durante o cortejo até o presbitério, que estava ornamentado com arranjos de flores brancas, um candelabro de sete velas acesas e a imagem do Espirito Santo.

Posteriormente, o padre incensou o presbitério, a Cruz e saudou a assembleia. Cada faixa do dom do Espírito foi depositada próxima à uma vela. Houve o pedido de intercessão da Santíssima Trindade e o “Deus Trino” foi cantado por todos. Depois, o pároco fez a oração do dia, seguiu os ritos iniciais com o ato penitencial e logo, executou a canção “Kyrie Eleison”. No momento do hino de louvor, os músicos tocaram “Glória a Deus nas alturas” Prosseguiu-se a missa com a 1ª. leitura (At 2, 1-11), o Salmo 103 entoado  e a 2ª.leitura (1Cor 12, 3b-7.12-13). Uma salmista cantou um hino que revela as características de Pentecostes.

Pe. Cláudio se dirigiu ao ambão, incensou a Bíblia antes de proclamar João (20,19-23), convidou toda a assembleia a participar do diálogo do evangelho. Ele mencionou a Páscoa como a data mais importante da Igreja, um caminho de cinquenta dias iniciado a partir da vigília, para se chegar até hoje à solenidade de Pentecostes. Ele disse que Jesus Cristo enviou seu espírito para nos aquecer, transformar e fazer sua morada em cada um de nós. O pároco salientou a maturidade dos discípulos ao receberem o sopro do Espírito Santo, que os impulsionam a anunciar o evangelho. Assim como os discípulos, nós devemos colocar nossos dons, talentos a favor das comunidades; nós precisamos compartilhá-los em benefício dos outros e viver a nossa fé dentro da família, da igreja, em todos os lugares. Ressaltou que celebrar Pentecostes é celebrar o dom de Deus sobre cada um de nós. O padre acrescentou que nós necessitamos ser purificados, renovados com o Espírito Santo para que o amor de Deus preencha a nossa vida. Por fim, Pe. Cláudio enfatizou que o Espírito anima a nossa vida, nos traz a esperança e nos incita a caminhar adiante; que a paz de Jesus nos lança ao encontro do irmão sendo fundamental praticar constantemente o perdão e deixar-se perdoar.

Na sequência da celebração, o Credo foi rezado por toda a assembleia. Houve as preces comunitárias e no momento do ofertório, “Mãos abertas” embalou os fieis.

Antes de iniciar a Oração Eucarística III, o presidente incensou novamente o altar e a Cruz; um acólito repetiu o mesmo gesto em direção ao padre e à assembleia. Seguiu-se o ritual da missa, os fieis cantaram glórias ao Senhor e também, os refrãos da oração.

Nos ritos da comunhão, Pe. Cláudio conduziu todos a rezar a oração do Pai-Nosso. Houve a saudação pela Paz entre o padre e sua equipe assim como os fieis entre si. Na fração do pão, cantou-se o Cordeiro de Deus. A música “Senhor vem dar-nos sabedoria” animou a assembleia durante a comunhão, dada em duas espécies pelo padre e ministros, foi auxiliada pelos integrantes da Pastoral da Acolhida.

Antes de sua benção final, o padre leu os avisos paroquiais: a Campanha São José é 10, a entrega gratuita do Jornal Nossa Família, o bazar da igreja, a confecção dos tapetes de Corpus Christi, o livro da Novena e a Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro; ele fez o sorteio de um dizimista da igreja, convidou os fieis a se confraternizar nas barraquinhas. Imediatamente, Pe. Cláudio deu uma benção especial ao pãozinho e às uvas distribuídos às crianças, que rezaram a oração do Santo Anjo. Essa belíssima celebração culminou com a oração final e a benção aos fiéis. Nesse clima alegre, encerrou-se a Solenidade de Pentecostes trazendo a esperança aos corações dos fiéis.

Luciana Lemes

Horário das Missas
  • SEG
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • TER
    • 7:00
  • QUA
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • QUI
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SEX
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SAB
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
  • DOM
    • 7:00
    • 8:30 *
    • 10:00 ***
    • 11:30
    • 16:00
    • 17:30
    • 19:00 **

* Missas de Catequese

** Missa de Jovem

*** Missa da Família

Veja a programação completa