SÃO JOSÉ CELEBRA DIA DE SÃO BRÁS, PROTETOR DA GARGANTA

Lenir, da pastoral da  liturgia, saúda os presentes e inicia as comunicações de praxe. Leu a comunicação inicial do folheto de acompanhamento da missa, em que se historia a passagem de Jesus dentre nós: após ter falado sobre sua missão neste mundo, o povo, mesmo afirmando que o conhecia como “aquele de Nazaré”, rejeita o mesmo Jesus, conduzindo-O para fora da Sinagoga da cidade, ameaçando-O. Jesus, altaneiro, passa no meio do povo e se vai , afirmando que “Nenhum profeta é bem recebido em sua pátria”.

A comentarista convidou a todos a se levantarem e acompanharem a procissão de entrada, tradicionalmente com a primazia do crucifixo e de duas lanternas, seguida por acólitos, ministros da eucaristia e do celebrante, Pe. Ronaldo Divino, C.Ss.R., entremeada por um banner de São José. Fiéis cantavam hino de louvor.

Já diante do altar, Pe.  Ronaldo iniciou-se a celebração da Santa Missa. Foram feitas orações ao som de músicas sacras e de algumas pop, com letras adaptadas para a ocasião. Ao som da música “Como é grande o meu amor por você”, o Sacerdote convidou a todos a cumprimentarem os irmãos  mais próximos de si, enquanto se cantava “eu tenho tanto pra lhe falar, mas com palavras não sei dizer, como é grande o meu amor por você.”

Em seguida, Graziele leu a Primeira Leitura (Jr1,4-5.17-19). Diz o profeta que o Senhor lhe dissera que o conhecia antes mesmo de se formar no seio de sua mãe, ordenando-lhe dizer ao próximo não tenhas medo. Porque eu estou contigo para defender-te.

Seguiu-se a leitura do Salmo Responsorial. Em seguida, Brenda fez a Segunda Leitura (1Cor 12,31-13,13), Carta de São Paulo aos Coríntios. Na visão deste humilde comentarista, essa epístola de São Paulo talvez seja a mais emblemática de sua pregação,  destacando três virtudes teologais: esperança e caridade, das quais a maior é a caridade.

O celebrante leu o Evangelho (Lc 4,21-30). Os versículos narram Jesus pregando na Sinagoga. Todos se encantavam com o que Ele dizia e admirados falavam: “Não é este o filho de José?”   como que a dizer “como poderia alguém tão simples e humilde dizer essas maravilhas”?   Jesus comentou então sobre passagens da Escritura, criticando seus falsos conceitos a respeito.  Furiosos, todos que estavam na sinagoga se levantaram  e O expulsaram da cidade, conduzindo-O até o alto do monte, “com a  intenção de lançá-lo no precipício. Jesus, porém, passando pelo meio destes, continuou o seu caminho”.

O celebrante relembrou a tragédia ocorrida na cidade de Brumadinho, enaltecendo a importância do abraço, do ósculo da paz entre todos. Abraço, beijo, carinho, são gestos cristãos a serem praticados por todos. Destacou o amor ágape; discorreu sobre as falas dos profetas citados por Jesus no Evangelho, sobre suas atitudes, mensagens e objetivos.

Prosseguiu-se a celebração da santa missa, com a Oração da Comunidade, Cântico das Oferendas, Oração sobre as Oferendas, Oração da Eucaristia, a Consagração da Hóstia e do Vinho, ao som de música clássica reproduzida mecanicamente, enlevando os espíritos dos fiéis.  Rezou-se o PAI NOSSO e na oração pela Paz o sacerdote concitou todos a se cumprimentarem, desejando a paz. Prosseguiu-se o ritual, com as orações  de praxe e a distribuição da comunhão pelo Celebrante e por vários Ministros da Eucaristia.

Em suas últimas palavras, o celebrante comentou sobre críticas que recebe por cantar sempre músicas de Roberto Carlos. A tudo comentou com simplicidade, humildade, humanidade e espontaneidade, largo sorriso no rosto, em perfeita sintonia com todos os presentes, na prática da caridade.

Destacou sobre a comemoração do dia de São Brás, protetor da garganta.

Aconselhou a todos a construir pontes e não muros; a dar amor e não rancor. E cantou trechos da música de R. Carlos “Eu quero ter um milhão de amigos”.

Rezou a Oração de São Brás e aspergiu água benta aos fiéis. Logo após, deu a bênção final.

Horário das Missas
  • SEG
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • TER
    • 7:00
  • QUA
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • QUI
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SEX
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SAB
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
  • DOM
    • 7:00
    • 8:30 *
    • 10:00 ***
    • 11:30
    • 16:00
    • 17:30
    • 19:00 **

* Missas de Catequese

** Missa de Jovem

*** Missa da Família

Veja a programação completa