PROCISSÃO DE RAMOS REÚNE CENTENAS DE FIÉIS NA IGREJA SÃO JOSÉ

No último domingo, dia 14 de abril, centenas de paroquianos das igrejas da Boa Viagem se encontraram às 9h, na Basílica de Lourdes, para a benção dos ramos. O bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, Dom Geovane Luís da Silva esteve acompanhado do Pe. Welington Brandão, Pe. Marcelo Silva, Pe. José Cláudio e conduziu os fiéis até a basílica onde ocorreu a proclamação do Evangelho de Lucas (19, 28-40). Após sua breve pregação, Dom Geovane convidou todos a seguir em procissão até a Igreja de São José, no centro da capital.

Aos gritos de “Hosana ao filho de Davi”, os participantes ergueram entusiasticamente seus ramos para aclamar a chegada de Jesus à Jerusalém. Integrantes das três comunidades participaram desse cortejo até a entrada da Igreja: os Acólitos levaram a Cruz, as lanternas, o turíbulo, a Bandeira da Boa Viagem; membros das igrejas representaram os discípulos, Maria, José; Dom Geovane, Pe. Welington, Pe. Marcelo e Pe. Cláudio estavam trajados em seus paramentos vermelhos. Jesus veio ao nosso encontro para nos salvar e nós precisamos, também, ter esse compromisso de fé e adesão ao seu projeto, simbolizado pelos ramos de palmeira; fazer esse caminho do seu martírio, de sua morte, Páscoa e Ressurreição. A assembleia recebeu calorosamente a procissão na Igreja e todos permaneceram em pé.

Por volta das 10h, a comentarista Brenda leu as intenções da Santa Missa. A Igreja  de São José acolheu centenas de fieis e entre eles, os paroquianos das comunidades da Boa Viagem e Lourdes. Os ramos de palmeira foram distribuídos pela Pastoral da Acolhida. Tudo lembrava a entrada alegre e triunfal de Jesus em Jerusalém. Havia enfeites de ramos nos  altares da igreja assim como em cada fileira dos bancos. Dom Geovane fez suas saudações à assembleia e seguiu os ritos iniciais da celebração. Posteriormente, Joana fez a 1ª. Leitura de Isaías (50,4-7), o Salmo 21 cantado por Luciana e todos os fieis, seguido da 2ª. Leitura de Filipenses (2, 6-11) por Sílvia.

Pe. Flávio e quatro comentaristas da Igreja São José se alternaram no anúncio do evangelho de Lucas (23,1-49), a Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo. No final da aclamação, toda a assembleia ajoelhou por alguns segundos diante do presbitério e um silêncio profundo tomou conta da Igreja, momento de fé e respeito. Nesse momento, a assembleia sentou para ouvir a homilia. Dom Geovane ressaltou a abertura da Semana Santa,  ponderou para nós termos um olhar sobre o calvário e contemplar o corpo de Jesus Cristo na Cruz, sua entrega pela humanidade. Ele disse que o evangelista nos ajuda a entrar e venerar esse mistério, pois ele evita apresentar todas as humilhações sofridas por Jesus. Ele pontuou que Lucas contempla a morte de Jesus, que é bondoso, cheio de misericórdia e seu cuidado com seus inimigos, o evangelista registra mais um milagre até o caminho do calvário. O bispo salientou que nós somos chamados a ser água viva e levar vida e paz às pessoas. Ele mencionou a figura de Judas, Pedro e das mulheres no evangelho e que nós busquemos renovar a nossa fidelidade, ter a coragem de anunciar a Palavra e reorientar nossos afetos para Deus e nossos irmãos. Finalizou sua pregação destacando a forma audaciosa com que Jesus lida com seus desafios e a importância de nós sermos semeadores do perdão para nos transformar em homens e mulheres novas.

Dom Geovane conduziu a assembleia a rezar de forma uníssona a profissão de fé. A comentarista Edilamara leu as preces da comunitária. Em seguida, o Ofertório enfatizou o dia da coleta da Campanha da Fraternidade, embalado pela canção “Sê Bendito, Senhor, para sempre.” A celebração prosseguiu com a Oração Comunitária III, cujos refrãos foram cantados pelos fieis. Esse momento da oração foi concelebrada pelo Pe. Cláudio, Pe. Marcelo e  Pe. Welington.

Nos ritos da comunhão, rezou-se o Pai-Nosso e o Cordeiro de Deus. Dom Geovane, os padres e os ministros da Eucaristia foram auxiliados pela Pastoral da Acolhida na distribuição da comunhão.  A música “Eu vim para que todos tenham vida, que todos tenham vida plenamente” foi entoada animadamente por todos os fiéis.

Na sequência da celebração, ocorreu a Oração Pós-comunhão. Logo depois, Dom Geovane frisou a bela abertura da Semana Santa e agradeceu a acolhida da Igreja de São José e a comunhão entre as comunidades da Boa Viagem e Lourdes, verdadeiros “oásis” para atender a “sede” dos cristãos. Padre Cláudio, pároco da Igreja de São José, leu os avisos paroquianos, destacou na programação da Semana Santa a Missa da Unidade, no Mineirinho e reforçou o horário da Vigília Pascal nas três igrejas. Antes de sua benção final, Dom Geovane enfatizou para nós termos a fidelidade invencível, a coragem renovada e a conversão, busca da vida nova. Nesse clima alegre, se encerrou o Domingo de Ramos na Igreja de São José e nós renovamos nossa fé e esperança em Jesus Cristo, nosso Redentor!

Luciana Lemes

Horário das Missas
  • SEG
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • TER
    • 7:00
  • QUA
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • QUI
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SEX
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SAB
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
  • DOM
    • 7:00
    • 8:30 *
    • 10:00 ***
    • 11:30
    • 16:00
    • 17:30
    • 19:00 **

* Missas de Catequese

** Missa de Jovem

*** Missa da Família

Veja a programação completa