PE. NELSON PARTICIPA DO MANHA VIVA

 

Maio é o mês de Nossa Senhora, das mães , mas também continua sendo o mês mais escolhido pelos noivos para se casar.  Mas será que com a crise econômica o casamento continua em alta? De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apesar da crise, o matrimônio ainda é o sonho de muitos e não existe crise econômica que impeça de realizar essa vontade. O estudo revelou que 75% dos casamentos ocorrem entre pessoas com faixa etária de 20 e 39 anos, somente este grupo movimenta aproximadamente R$ 793 milhões. Com cerca de 1 milhão de cerimônias de casamento por ano, o Brasil registra uma demanda crescente em todas as regiões do País.

Na última segunda-feira, 8 de maio, o Pe. Nelson Antonio Linhares, pároco da igreja São José, foi mais uma vez convidado para participar do programa de entrevista Manhã Viva da Canção Nova que conta com a apresentação de Roselaine Iria. Dessa vez, a cerimônia do Casamento foi a pauta do dia. Para falar sobre o assunto também foi convidado o casal Meire Chamuninha e Alexandrino Oliveira que fazem parte da coordenação da Pastoral da Família da Igreja São José. Meire Alves, cantora de casamentos e Simone  da Flor de Lotus Noivas , assessora e monta buques para as noivas.

No primeiro Bloco o Padre Nelson enfatizou a importância de fazer o curso de noivos. Padre Nelson primeiro esclareceu que não seria um curso de noivos e sim, um encontro de preparação para o matrimônio. “Hoje a igreja prefere chamar de encontro porque devolve a essa atividade o dinamismo próprio do encontro que é a reflexão, a partilha e o testemunho”, esclareceu. Também ressaltou que os noivos ao participarem do encontro poderão entender o valor do significado do casamento, os alicerces importantes para a construção de um casamento sólida, principalmente na vivência religiosa. Para ele muitos casais chegam sem saber o sentido, a responsabilidade e o comprometimento de uma vida a dois.

Depois foi a vez do casal Meire e Alexandrino contar um pouco da vivência na Pastoral da Família e o valor da experiência com os noivos. Acreditamos muito no valor da família e na harmonia dos casais. “Ao trabalhar com os noivos estamos sempre reciclando a nossa relação. É um crescimento e uma doação de amor num trabalho de valorização da relação a dois, disse Meire. “No encontro procuramos mostrar ao casal o que é o casamento na igreja como igreja”, completou Alexandrino. Em seguida Padre Nelson explicou como é realizado as diferentes formas de preparação para o Encontro com os Noivos. “Os noivos não podem ter um papel apenas de escutadores. No Encontro é importante que a Igreja resgate o papel dos novos como sujeito, valorizando as experiências, as dúvidas e as questões que eles também trazem. Isso não significa dizer que na dinâmica do Encontro não existirão os momentos em escuta e palestras”, enfatiza.

Depois foi a vez do Pe. Nelson explicar o papel dos padrinho no casamento. Nesse momento chamou atenção para mais um esclarecimento. Na Igreja não se usa padrinhos e sim, testemunhas porque representam a comunidade qualificada para serem uma presença amorosa de acolhimento, aconselhamento e orientação para o casal. Explicou também que a escolha deve estar pautada em padrinhos que sejam significativos e possam acompanhar a vida do casal.  “O padrinho não pode ser escolhido a partir dos presentes que podem dar porque quando esse casal passar por uma crise, são eles que poderão ajudá-los a conversar e a superar as dificuldades. Infelizmente são muito poucos os padrinhos que assumem de fato esse papel de cuidadores dessa relação.” Em seguida, o Pe. Nelson explicou porque não existe um curso preparatório para os padrinhos de casamento como no batismo.

Para encerrar o primeiro bloco, a cantora Meire Alves, que canta em casamentos, brindou a todos com a música “Nas Asas do Senhor”, muito usada para entrada do noivo. No segundo bloco foi a vez da Simone da Flor de Lotus Noivas dar dicas sobre assessoria na escolha do buque da noiva  e  montar  dois modelos diferentes. Depois Pe. Nelson explicou sobre o porque da tradição de se jogar o buque e encerrou o bloco com a musica da Ave Maria. O terceiro bloco começa com a música Amigos que nasceram pela fé e aí foi a vez de se conversar sobre a escolha das músicas para a cerimônia. De acordo com a Meire Alves, quando o casal tem uma espiritualidade, uma vivência na Igreja, as músicas escolhidas são litúrgicas e a cerimônia fica mais ungida e o sacramento mais emocionante.

Para o Pe. Nelson, o papel da musica é evangelizar e uma forma de rezar. Na cerimônia quando é religiosa ela traz uma mensagem, uma palavra que vai tocar o coração dos noivos e dos convidados. “O que celebramos não é qualquer amor. É um amor muito específico que se compromete e dá a vida pelo outro. Quando se tem um casal que tem uma caminhada na Igreja, a cerimônia é muito mais rica porque tudo está em função do sagrado. O casal sabe o que ele está fazendo ali.” Depois foi conversado sobre os temas mais abordados no encontro de noivos como infidelidade, mentira, falta de respeito, filhos e dificuldade financeira. Encerrou o programa com a música da entrada das alianças “Recebe essa aliança”.

Horário das Missas
  • SEG
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • TER
    • 7:00
  • QUA
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • QUI
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SEX
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SAB
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
  • DOM
    • 7:00
    • 8:30 *
    • 10:00 ***
    • 11:30
    • 16:00
    • 17:30
    • 19:00 **

* Missas de Catequese

** Missa de Jovem

*** Missa da Família

Veja a programação completa