MISSA EM LOUVOR À IMACULADA CONCEIÇÃO DE NOSSA SENHORA

No dia 07 de dezembro de 2019 celebrou-se, às 20h, na Igreja São José, em Belo Horizonte, a Missa em louvor à Imaculada Conceição de Maria, comemorada oficialmente pela Santa Madre Igreja na data de 8 de dezembro, com ritos desse dia.

Como de praxe, a cerimônia foi precedida da procissão inicial, da qual constaram três acólitos carregando a Cruz da Procissão e duas lanternas acesas, atrás dos quais perfilaram os pretendentes ao Ministério da Eucaristia, ao lado dos respectivos padrinhos ou madrinhas, os Ministros da Eucaristia já em função na Igreja e o Celebrante, Pe. José Cláudio, ao som de canto de música pertinente. À altura da escada que dá acesso ao Presbitério, os pretendentes à investidura dirigem-se com os respectivos padrinhos/madrinhas aos primeiros bancos do templo, a eles reservados. Iniciou, então, o Presidente da assembleia a Santa Missa, quando anunciou a realização, durante a cerimônia, de investidura de 13 novos Ministros da Eucaristia. Seguiram-se os ritos iniciais e, na Liturgia da Palavra, membro da Liturgia leu a Primeira Leitura (Gn 3,9 – 15 – 20), após o que outro membro entoou o Salmo Responsorial (Sl 97) próprio, com refrão cantado por todos os presentes. Continuou-se com a Segunda Leitura (Ef 1,3-6.11-12).

Após o público cantar “Aleluia!”, outro membro da Liturgia proclamou o Evangelho (Lc 1,26 – 38), seguida pela homilia do Celebrante, que ressaltou a infinitude do amor de Deus por sua criatura. A Adão e a Eva, Deus indagou por que desobedeceram ao mandamento de Deus. Ao ser respondido que foi pela serpente que os enganou, o que fez Deus? Condenou a serpente a ser maldita entre todos os animais, determinando sua condenação. Anunciou, em seguida, a eterna luta entre a serpente e a Mulher, que a subjugará com seus pés. Muitos entendem tratar-se da profecia de Maria, Virgem Santíssima, que dará a luz ao Cristo Redentor. Em síntese, Deus condenou a serpente mas deu nova oportunidade da salvação, por sua infinita Misericórdia, ao homem e à mulher.

Na Segunda Leitura, acentuou o Celebrante, Paulo em carta aos Efésios, proferiu ensinamentos aos primeiros cristãos, exaltando as bênçãos de Deus Pai, invocando o amor eterno de Deus pela sua criatura, homem e mulher aos quais destina desde sempre, a serem santos e irrepreensíveis, sob o seu olhar, no amor, destinados que foram a ser filhos adotivos por intermédio de Jesus Cristo. O Celebrante proclamou, em seguida, o Santo Evangelho (Lc 1,26-38), que narra o anúncio do anjo Gabriel à Virgem Maria, saudando-A cheia de graça perante o Senhor e dizendo-Lhe que dará a luz a um Filho, a quem porá o nome de Jesus. Comentou o sacerdote todo o diálogo então havido entre o Anjo e a Santíssima Virgem Maria, até a sua retirada após ouvir a resposta dada por Maria: “Faça-se em mim segundo a tua palavra”, numa total entrega à Vontade Divina, com a pureza e humildade que lhe eram singulares. Terminada a homilia, a formadora dos convidados à investidura na missão do Ministério da Eucaristia convoca-os a subirem até o altar, acendendo a vela recebida por cada qual no Círio ali ao lado aceso. Pe. Cláudio dirigiu-se aos treze candidatos à investidura, dizendo-lhes do grave encargo de distribuir a Comunhão; de levar a Comunhão aos enfermos e agonizantes; a importância e seus encargos; a grandiosidade da Eucaristia e da obrigação de se distinguirem-se pela fé, santidade, humildade e caridade fraterna. A coordenadora da preparação dos candidatos responde afirmativamente à indagação do Sacerdote sobre a adequada preparação deles e igualmente sobre sua idoneidade, cumprindo-se, assim, os ritos próprios dessa cerimônia de investidura.

Após, exortou o Oficiante aos postulantes a se sentirem “estimulados a procurar uma vida que seja de testemunho de fé e de bons costumes entre os irmãos;  de viver mais intensamente do Ministério da Eucaristia, que é o sinal e fonte de unidade da Igreja”. Chamou-os a considerar naquele momento a missão a que foram chamados. Formulou, então, as questões da liturgia pertinentes indagando: “O formador dos ministros e a comunidade podem atestar se estes são dignos dessa missão?” SIM, respondeu a formadora e, em nome da comunidade, outra responde “afirmo que conhecemos os candidatos apresentados como cristãos dignos da nossa confiança e capazes de exercer com dignidade e dedicação este ministério.”

Disse em seguida o Celebrante: “É com alegria que os colho para conceder-lhe o mandato de Ministro da Eucaristia”, indagando: “Querem procurar crescer a fé e no amor ao Ministério da Eucaristia, participar dela frequentemente e dar testemunho de uma vida autentica cristã?” “QUEREMOS”, respondem os candidatos, a essa e as outras indagações formuladas: “Querem trabalhar para que esta comunidade cresça na união e fraternidade, em solidariedade e serviço mútuo, sabendo que a comunhão do pão da Eucaristia visa à comunhão dos membros da comunidade? Querem distribuir aos seus irmãos o Corpo do Senhor? Dedicar o máximo cuidado e reverência à administração da Eucaristia?” “QUEREMOS”, responderam todos.

O Celebrante convida os pretendentes a renovarem as Promessas do Batismo, de rito tradicional, respondendo sempre “creio”. Orientou os 13 pretendentes que se dirigissem ao encontro dos padrinhos/madrinhas, para receberem a véstia branca própria, com a bênção, pelo Celebrante, das vestes e vestimenta. Retornaram os novos Ministros da Eucaristia, em seguida, a seus lugares no presbitério. Retomou o Celebrante à liturgia da Santa Missa, prosseguido na da Liturgia da Eucaristia. Enquanto atuais Ministros da Eucaristia distribuíam o Sagrado Pão à comunidade, Pe. Cláudio distribuiu a cada novo Ministro a Sagrada Hóstia.

Terminada a Santa Missa, Pe. Cláudio pediu uma salva de palmas para os Novos Ministros da Eucaristia, aos quais desejou todo sucesso na nova missão para as quais acabaram de ser investidos.

Com a Bênção final, deram-se por encerradas as cerimônias.

Evaldo José de Oliveira

Horário das Missas
  • SEG
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • TER
    • 7:00
  • QUA
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • QUI
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SEX
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SAB
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
  • DOM
    • 7:00
    • 8:30 *
    • 10:00 ***
    • 11:30
    • 16:00
    • 17:30
    • 19:00 **

* Missas de Catequese

** Missa de Jovem

*** Missa da Família

Veja a programação completa