MISSA DE NATAL

17:20h. Os sinos dobravam na torre da Igreja. Convite aos fiéis para participarem da celebração da Santa Missa. Nesse mesmo instante, comentarista se postou ao lado direito do presbitério, saudando os que já se encontravam dentro da nave, lendo em seguida os avisos de praxe (nome dos aniversariantes do dia, encomendados da missa e intenções). Enunciou o texto de abertura do rito do dia: “O Verbo Eterno é a Palavra encarnada”.

Ao som da tradicional música natalina “Glória a Deus nas Alturas”, cantada por todos, Pe. José Augusto chega ao altar, acompanhado de acólitos e de Ministros da Eucaristia. Após Cântico Inicial e Antífona de Entrada, entoou o Ato Penitencial, seguindo a ortodoxia clerical. Depois, foi cantado o hino de louvor “Glória”, da tradição católica.

Leu-se, então, a Primeira Leitura (Is 52, 7-10), seguida do Salmo Responsorial (Sl 97) e em sequência a Segunda Leitura (Hb 1, 1-6). Anunciando o Evangelho, o Celebrante proclamou (Jo 1, 1-5.9.14). No mesmo ambão em que se encontrava, Pe. José Augusto fez sua homilia, começando por esclarecer aos presentes o significado de evangelho = notícia boa; presépio = estábulo, origem hebraica; manjedoura = cocho. Falou sobre a orifem do presépio (criado por São Francisco de Assis, no século XIII) e explicando que a celebração da missa hoje se dá na língua de cada povo, não mais no latim, para melhor compreensão de todos (decisão do Concílio Vaticano II).

Comentou então o conteúdo das leituras (Primeira e Segunda, o Evangelho e o Salmo), todos ligados ao Natal de Jesus Cristo, nascido em Belém, há 20 séculos. A primeira leitura extraída do livro do profeta Isaias, que conclamava todos a se alegrar e exultar, pois o Senhor enviará a salvação a todos os povos. Na Segunda Leitura, carta dirigida aos cristãos ao tempo de Paulo, referindo-se a Jesus, Filho do Pai, a quem todos devem adorar. No Evangelho, então, se insere toda a magnitude de Deus, quando João diz: No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus; e a Palavra era Deus”.

Verbo, ou palavra. Essência divina. Antes de qualquer coisa criada, Deus existiu. Desde sempre. É eterno. A Palavra estava com Deus significa que Jesus é Deus e estava sempre com o Pai, na unidade com o Espírito Santo. E se fez carne e habitou entre nós. Nasceu, em Belém, filho de Maria e de seu casto esposo José, vivendo e morrendo para nossa salvação. Desde o princípio, tudo já estava pensado em e por Deus, que por amor criou a Terra e todo o universo, se fez carne e habitou entre nós. Ele veio ao mundo para salvar-nos.

O Celebrante comentou que ninguém tem todos os dons. Mas não há alguém que não tenha alguns dons. Cada um deve viver segundo seus dons e colocá-los a serviço de todos os irmãos, por amor a Deus.

Nesta data, vivencia-se clima de comemoração e confraternização. Alegria, sorrisos, festas, músicas e cânticos, luzes, troca de presentes, saudações e abraços. Somos todos emoções. Às vezes, não muitas, lembramo-nos dos poucos favorecidos, quando miramos o presépio. É a encenação da vinda do Salvador, que tudo criou e se fez homem, humilde e pobre, por amor, apenas por AMOR. É com essa crença e convicção que devemos celebrar o NATAL, quando o Verbo se fez Carne, por nós e para nós.

Prosseguiu-se na celebração da Missa, cumprindo-se a Liturgia Eucarística, com o Cântico e Oração das Oferendas, sequenciados pela Oração Eucarística, quando o Celebrante realiza o mistério da Transubstanciação, pelo qual transforma o pão e o vinho em Corpo e Sangue de Jesus Cristo.

Em seguida, no Rito da Comunhão, o sacerdote ora com todos os presentes o PAI NOSSO, oração ensinada pelo próprio Cristo Jesus. Adveio a distribuição da Sagrada Eucaristia, também conhecida como a Comunhão. O Celebrante anunciou os avisos finais, após o que deu a Bênção, desejando a todos um Feliz Natal, sob as bênçãos do Menino Jesus.

Cantou-se o tradicional NOITE FELIZ e deu-se por encerrada a celebração.

 

Evaldo José de Oliveira

 

Horário das Missas
  • SEG
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • TER
    • 7:00
  • QUA
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • QUI
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SEX
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SAB
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
  • DOM
    • 7:00
    • 8:30 *
    • 10:00 ***
    • 11:30
    • 16:00
    • 17:30
    • 19:00 **

* Missas de Catequese

** Missa de Jovem

*** Missa da Família

Veja a programação completa