MISSA DA QUARTA FEIRA DE CINZAS ABRE A QUARESMA NA SÃO JOSÉ

Enquanto o povo chega, alguns fiéis se expressam sua fé com gestos de religiosidade, ora se prostrando, elevando os braços, se benzendo… No altar, a comentarista dá início à Celebração Eucarística, dando as boas vindas e lendo as intenções. Durante a procissão de entrada, os cantores Moacir e Camila motivam o povo a cantar enquanto os ministros da Eucaristia, leitores, coroinhas e o Celebrante Padre Cláudio, pároco da Igreja São José, se movimentam rumo ao altar, tendo à frente as tochas, a cruz e os banners de São José e da Campanha da Fraternidade 2019. Hoje, omite-se o Ato penitencial e o Glória, por isso, logo após o canto Do Deus Trino, o Padre faz a oração e introduz a Liturgia da Palavra.

Na primeira Leitura (Joel 2,12-18), a leitora Kelly nos transmite os gestos concretos e práticos que, segundo O profeta Joel, nos prepara para viver o tempo da  quaresma. No canto do Salmo 50, um pedido de perdão e súplica à misericórdia de Deus para acolher este tempo favorável, conforme nos lembra a segunda leitura de 2Cor 5,20-6,2 feita pela leitora Marilúcia. No Evangelho, Jesus chama a nossa atenção para que não ostentemos uma atitude soberba ao praticarmos a esmola, o jejum, a oração. Ao contrário, estes gestos não precisam ser vistos pelos outros, mas por Deus que vê o que está escondido e dará a recompensa, que não é aquela passageira.

O rito da bênção e imposição das cinzas abre este tempo da quaresma e sinaliza um tempo de conversão e penitência para a abertura do coração no acolhimento do mistério pascal do Filho de Deus que se entrega por nós. “CONVERTEI-VOS E CREDE NO EVANGELHO” é o que diz o Padre Cláudio e os ministros da Eucaristia à medida que vão distribuindo as cinzas na cabeça dos fiéis, enquanto os cantores vão elevando através da música, suas súplicas e pedido de perdão. Gesto simples, mas carregado de silêncio e piedade expressados nos semblantes de todos que recebem com devoção as cinzas.

Omite-se o Creio e o Celebrante introduz as Preces Comunitárias lida pela Maria Aparecida e com a participação do povo, repetindo o refrão: POR VOSSO AMOR, CONVERTEI-NOS, SENHOR.  No ofertório, ofertamos a nossa dor numa súplica para que seja tocada pelo amor de Deus que tudo cura e redime. No início da Oração Eucarística dizemos que DEUS ESTÁ NO MEIO DE NÓS e nos garante a recompensa em Cristo o Deus do universo que o céu e a terra proclama no SANTO, SANTO, SANTO. Tomai todos e comei. Tomai todos e bebei o CORPO e o SANGUE do SALVADOR. É esta a oferenda perfeita que queremos ser. As orações a seguir são para todos, Papa Francisco, Bispo, pessoas vivas e falecidas que, NO CRISTO E POR CRISTO SE UNEM AO ESPÍRITO SANTO para a honra e toda glória, agora e para sempre. PAI NOSSO porque dele é o reino, o poder e a glória para sempre.

Na comunhão, o padre e os ministros saem pelo interior da igreja levando o Corpo de Cristo aos fiéis, ao som de uma música sacra. Com a oração após a comunhão, os avisos paroquiais e a bênção solene, todos voltaram para suas casas na paz do Senhor.

Horário das Missas
  • SEG
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • TER
    • 7:00
  • QUA
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • QUI
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SEX
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SAB
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
  • DOM
    • 7:00
    • 8:30 *
    • 10:00 ***
    • 11:30
    • 16:00
    • 17:30
    • 19:00 **

* Missas de Catequese

** Missa de Jovem

*** Missa da Família

Veja a programação completa