MISSA DA CONSAGRAÇÃO DOS PROJETOS E PEDIDOS PARA O ANO DE 2019

No dia 31 de dezembro, às 18h, Pe. Nelson, celebrou a missa em consagração dos pedidos dos fiéis,  colocados em envelopes depositados em uma caixa.

A Missa, iniciou-se com a procissão de entrada. Integrada por acólitos e fiéis portando duas lanternas e um crucifixo, estampa de São José e do Dízimo; Ministros da Eucaristia e, por fim, o celebrante da Missa, Pe. Nelson Antonio. Ao término, postaram-se  todos eles diante do altar. Toda essa cerimônia aconteceu ao som da música “Deixa a Luz do Céu Entrar”.

Pe. Nelson que celebraria a missa em consagração dos pedidos dos fiéis,  colocados em envelopes depositados em caixa proximamente ali colocada. Entoou, então: “Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”.

Sob acordes de violão, o Celebrante fez inúmeras reflexões sobre o ano que se passou e o vindouro, conclamando a todos os presentes a não transporem para o ano que iria iniciar-se. Em seguida, os problemas e as atribulações do ano que findava, que as mágoas e decepções fossem deixadas sepultadas no passado, assim como as mentiras; as palavras que machucaram; os gestos de egoísmo, de orgulho; e, principalmente, esquecendo-se de Deus, não orarem, faltando à missa por indolência ou preguiça; prática de ciúme, que não passa de um sentimento sorrateiro de posse; falou da vaidade excessiva, descuidando-se do seu verdadeiro valor, seu interior. Que o Senhor Jesus derrame sua misericórdia em nós, vindo libertar-nos de todos os vícios: gula, avareza, luxúria, ira, inveja, preguiça, orgulho ou vaidade.  É fundamental, observou o sacerdote, não transferir para o próximo ano os pecados cometidos em 2018.

O presidente da celebração orou, pedindo ao Espírito Santo para que tudo corra bem no novo ano; para que nos liberte de todo o mal e nos ilumine, nos dê sabedoria e renove a vida em nós, rezando ainda: “Eu preciso, eu creio, eu espero em Ti”.

Serva da Música, com uma linda voz, fez uma récita, com muita ênfase  e sentimento em sua  elocução,  enquanto Pe. Nelson cantava, como que realizando um dueto. Seguiu-se a 1ª Leitura, sob a voz de Eliane.

A leitura do evangelho foi precedida do canto Aleluia. O celebrante fez a proclamação do evangelho segundo São João (1, 1-18), a que chamou de “Memória Agradecida”: Deus é Pai, não nos desamparará. Tenhamos fé, alertou. Se todos estamos agora nos últimos momentos dos últimos dias é porque acreditamos, temos fé. Sofrimento é amadurecimento. Não é em vão.

Até nas dificuldades, damos graças a Deus, porque através delas nós crescemos. PALAVRA e LUZ (palavras do anúncio de João). Acolher Jesus é acolher a Palavra de Deus. A importância da palavra, destacou o sacerdote. A palavra carrega a nossa identidade. Quais têm sido as nossas palavras? Palavras cheias de vida, despertando amor, foi o que pregou. Pelas palavras ficamos sabendo o que se passa no seu coração. Quanto mais íntimo, mais próximo a Jesus, mais falará de amor.

Jesus = Luz, iluminando a quem tem fé, esperança, resiliência. Nascida da Palavra de Deus.

Pe. Nelson, comentou  sobre os pedidos colocados nos envelopes depositados na caixa. Serão todos eles atendidos, se tiverem fé. Desejou feliz Ano Novo a todos. Ministros da Eucaristia colocaram os pedidos, contidos na caixa, sobre o altar. A mesa da Eucaristia ficou repleta dos envelopes contendo os pedidos dos fiéis.

O celebrante pediu a todos que estendessem as mãos sobre os pedidos, orando, enquanto os fiéis cantam. Asperge água benta, abençoando os pedidos. “Tudo posso Naquele que me fortalece, tudo posso em Jesus Cristo”, escreveu São Paulo,  quando se encontrava preso, não perdendo a esperança. Terminada a homilia, os fiéis aplaudem o celebrante.

Luiz Gonzaga leu orações da liturgia e Brenda as orações das oferendas. Pe. Nelson, prosseguiu na solenidade da santa missa rezando as orações da Eucaristia para, em seguida, cantar, com todos os presentes, “Santo, Santo, Santo”, aclamação a Deus do Universo e louvor a Jesus, que veio em nome do Senhor.

O celebrante convidou a todos os presentes a se concentrarem no ato da Consagração, levantando a cabeça e contemplando com muita fé aquele momento de consagração da hóstia e do vinho, substanciados, então, naquele exato instante, no corpo e sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo. Plena concentração e respeito observados. O celebrante entonou a música “Vamos dar as mãos e cantar”, sob a cadencia das palmas e acompanhamento dos fiéis presentes,  concentrando-se na mensagem transmitida pela música: “Antes do grande final, Antes dos rios secarem.

De mãos dadas, os convivas ecoaram a “oração que Deus nos ensinou”: PAI NOSSO. Seguiram-se as outras orações litúrgicas e, precedendo-se à Santa Comunhão, cantou-se “Cordeiro de Deus”. O celebrante comungou e deu comunhão a alguns dos ministros da eucaristia ao lado e, junto com outros, levaram a comunhão a uma multidão sedenta e faminta de Deus. Comunhão dada nas duas espécies: pão e vinho.

Entoou-se, concomitantemente, a celebrada oração de São Francisco, símbolo de todo sentimento cristão extraído do evangelho de Cristo. Cantou-se também  hino “Salve Rainha”.

Antes dos Ritos Finais, Padre Nelson falou sobre o horário das missas do dia 1º de janeiro e comunicou que no sábado seguinte, dia 5 de janeiro, será celebrada em Juiz de Fora – MG, missa de sua posse na função de Superior Provincial da Província do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, para o quadriênio 2019/2022.

Retomando a palavra, o sacerdote agradeceu a todos pela presença, em especial às cantoras e ao músico, aos acólitos e aos ministros da eucaristia, à fotógrafa da Pascom e aos vigilantes seguranças em serviço.

Traçando uma cruz no ar, com a mão direita, deu a bênção final.

Mensagem especial ao Pe. Nelson: Mais importante do que chegar, foi ter o senhor realizando a obra que fez; mais importante do que ir, é semear boas obras, distribuindo  bênçãos e amor como o senhor sabe fazer. A gratidão de sua lembrança substituirá sua presença física. Nossas orações  unirão nossos corações. Que Deus continue sendo generoso com todos nós. Feliz 2019 e profícua messe para a qual foi chamado.

Horário das Missas
  • SEG
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • TER
    • 7:00
  • QUA
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • QUI
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SEX
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SAB
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
  • DOM
    • 7:00
    • 8:30 *
    • 10:00 ***
    • 11:30
    • 16:00
    • 17:30
    • 19:00 **

* Missas de Catequese

** Missa de Jovem

*** Missa da Família

Veja a programação completa