FESTA DE SÃO JOSÉ OPERÁRIO

 

IGREJA SÃO JOSÉ FESTEJA PADROEIRO DOS TRABALHADORES

REZANDO PELOS DESEMPREGADOS 

 

A OIT, Organização Internacional do Trabalho – ONU, estima que, entre 2016 e 2017, o exército de desempregados no planeta aumentará em 3,4 milhões. Mas o epicentro dessa crise será o Brasil, responsável por 35% desse número, com 1,2 milhão em 2017 e mais 200 mil em 2018. De cada três novos desempregados no mundo, um será brasileiro.  Uma pesquisa realizada pelo IBGE confirma essa estimativa e já revela o pior índice de taxa de desemprego no Brasil desde 2012, 12,3 milhões de desempregados. Em Minas Gerais já são mais de 1 milhão de trabalhadores sem emprego.  No ranking das cidades pesquisadas, Belo Horizonte, ocupa o 4º lugar, onde o desemprego cresceu (de 4,1% para 6,9%), ficando atrás apenas das Regiões Metropolitanas de São Paulo (de 7,0% para 8,1%).

Com o lema, Diga sim à Dignidade e não ao Desemprego!,  a Igreja São Jose, quer chamar atenção para essa grave crise que vem assombrando e desestruturando a vida de muitas famílias. Orações, louvor, pregações e celebrações eucarísticas fazem parte da programação dos Festejos de São José Operário.novidade desse ano é que, no dia do padroeiro dos trabalhadores, 1º de maio, estará sendo rezada oração e bênção especial para os desempregados e as famílias. A expectativa é de que mais de 4 mil pessoas passem pela Igreja durante esse dia. Todas as atividades são abertas, a Igreja São José fica na Avenida Afonso Pena, s/nº – Centro.

No Dia de São José Operário, 2ª feira (1º de maio), a programação começa bem cedo.programação começa com as Missas Festivas que serão realizadas às 7h, 8h, 18h e 19h, com a reza do Terço, Ladainha e Consagração a São José. Após as missas, os devotos também poderão participar de momentos fortes de fé e devoção com oração pelos trabalhadores e bênção especial para as carteiras de trabalhoBarraquinhas com quitutes de dar água na boca irão funcionar no domingo.

Segundo o Pe. Nelson Antonio Linhares, pároco da Igreja, “neste momento em que os trabalhadores brasileiros vivem uma insegurança em relação aos seus direitos fundamentais e com grande número de desempregados, a Igreja São José quer, através dessa festa, cultivar a esperança, renovar a fé e fortalecer a consciência da construção de uma sociedade justa e solidária”!

 

NÚMEROS DO DESEMPREGO NO BRASIL E NO MUNDO

 

O Brasil está na contramão do mercado de trabalho no mundo. Quase um em cada cinco novos desempregados do mundo em 2016 e 2017 virá do Brasil A estimativa é da Organização Mundial do Trabalho (OIT), que em seu mais recente relatório sobre empregabilidade, acredita que 700 mil brasileiros se somarão ao contingente de desempregados em 2016, de um total que pode chegar a 4 milhões de pessoas ao redor do planeta.

Em termos absolutos, o Brasil terá a terceira maior população de desempregados entre as maiores economias do mundo, superado apenas pela China e Índia, países com uma população cinco vezes superior à do Brasil. Nos EUA, com uma população 50% superior à brasileira, são 5 milhões de desempregados a menos que no País.

Segundo dados do IBGE, no Brasilao comparar 2016 com 2015, quando a taxa geral de desemprego era bem menor, a desocupação cresceu em todas as regiões. No Recife, passou de 6,7% para 10,5%; em Salvador, de 9,6% para 11,8%; em São Paulo de 5,7% para 8,1% em Belo Horizonte, de 4,1% para 6,9%; Porto Alegre, de 3,8% para 5,9% e no Rio de Janeiro, de 3,6% para 5,1%.

 

São José, protetor dos trabalhadores e da família

A Igreja, nesta data marcada, muitas vezes, por conflitos e revoltas sociais, na presença de mais de 200 mil pessoas na Praça de São Pedro, as quais gritavam alegremente: “Viva Cristo trabalhador, vivam os trabalhadores, viva o Papa!”, sendo assim naquele ano de 1955 o Papa daria aos trabalhadores um modelo e protetor: São José o Operário.

O santíssimo São José, protetor da Igreja Universal, assumiu este compromisso de não deixar que nenhum trabalhador de fé – do campo, indústria, autônomo ou não, mulher ou homem – esqueça-se de que ao seu lado estão Jesus e Maria. A Igreja, nesta festa do trabalho, autorizada pelo Papa Pio XII, deu um lindo parecer sobre todo esforço humano que gera, dá a luz e faz crescer obras produzidas pelo homem: “Queremos reafirmar, em forma solene, a dignidade do trabalho a fim de que inspire na vida social as leis da repartição de direitos e deveres.”

São José, que na Bíblia é reconhecido como um homem justo, é quem revela com sua vida que o Deus que trabalha sem cessar na santificação de Suas obras, é o mais desejoso de trabalhos santificados: “Seja qual for o vosso trabalho, fazei-o de boa vontade, como para o Senhor, e não para os homens, cientes de que recebereis do Senhor a herança como recompensa… O Senhor é Cristo” (Col 3,23-24).

São José Operário, rogai por nós!

Horário das Missas
  • SEG
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • TER
    • 7:00
  • QUA
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • QUI
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SEX
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SAB
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
  • DOM
    • 7:00
    • 8:30 *
    • 10:00 ***
    • 11:30
    • 16:00
    • 17:30
    • 19:00 **

* Missas de Catequese

** Missa de Jovem

*** Missa da Família

Veja a programação completa