2º. DIA DA NOVENA DE SÃO JOSÉ – 11/03/2018

2º DIA DA NOVENA DE SÃO JOSÉ 2018

A NOVENA

“O Campo específico de ação dos Leigos é o mundo”, tema abordado no 2º. dia da novena, que se iniciou às 11h na Igreja São José. A missão de todo leigo é dar o testemunho de Jesus Cristo, através de atitudes e palavras, transformando a sociedade, colaborando para um mundo melhor. O padre Nelson Antônio conduziu a novena e foi acompanhado pela Comunidade Jovem Santíssimo Redentor. Após o canto de entrada, toda a igreja entoou o hino a São José, proclamou e meditou a Palavra, seguido da oração inicial e final para todos os dias da novena.

A MISSA

Neste 4º. domingo da Quaresma, celebra-se o “domingo laetare”, ou seja, domingo da alegria. A cor rósea simboliza a alegria de quem vê a proximidade da Páscoa e da Ressurreição de Jesus Cristo. Às 11h30, começou a procissão de entrada ao som do hino da Campanha da Fraternidade 2017: o padre Nelson, os acólitos, os ministros da eucaristia e os agentes da liturgia. O hino foi acompanhado pela equipe de música da igreja.

O tema de hoje da missa se refere aquilo que Deus tem na sua identidade: a misericórdia. Nesse tempo quaresmal, todos nós somos convidados a nos converter, a crer no Evangelho. O Deus que nós adoramos, revelado pela Palavra é um Deus misericordioso, ou seja; aquele que acolhe nossas misérias, que perdoa nossos pecados, que nos fortalece em nossas fraquezas.

A 1ª. Leitura nos mostra a destruição de quem vive afastado do caminho de Deus, afastado do amor, do bem, do perdão, da justiça. Consequentemente, o que acontece com cada um de nós é um fruto de nossos pecados, nossas escolhas equivocadas da vida. O padre Nelson destacou ainda a beleza do salmo 136: “que se prenda a minha língua ao céu da boca, se de ti, Jerusalém, eu me esquecer”! isso significa, que eu não fale nunca mais se for uma pessoa infiel a Deus, abandonar o caminho do amor, da luz, da vida.

Na 2ª. Leitura, ele ressaltou que Deus é rico em misericórdia, compaixão, perdão. O problema é a gente se acomodar, não querer mudar, permanecer no pecado e não buscar andar no caminho de Deus. A salvação é um dom de Deus para cada um de nós, não é uma conquista do esforço humano. O sangue derramado na cruz já é a nossa salvação. Ela não vem pelas obras e sim, pela nossa fé, confiança, espera no Senhor As boas obras que nós fazemos são um gesto de gratidão a Deus pela salvação da humanidade. A confiança em Jesus é que nos salva e a fé perpassa todas as dimensões da nossa vida.

No Evangelho, o padre salientou o versículo “pois Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna”. A missão de Jesus é de nos salvar e não nos condenar. Jesus é luz, está na claridade, na transparência. Aquele que pratica o bem vive sempre na luz, no caminho da verdade, da justiça, não julga e nem condena ninguém.

Ao comentar o tema do 2º dia da novena, o pároco disse que o mundo precisa ser transformado com o testemunho cristão dos leigos e leigas. A celebração da Eucaristia deve gerar frutos de uma sociedade nova, nos vários campos: política, cultura, lazer, economia, etc

Na oração da comunidade, os rogos foram pela intercessão de São Jose, o padroeiro da nossa igreja. Em seguida, o padre Nelson rezou a oração pelos dizimistas da Paróquia.

No momento das oferendas, o cântico entoado foi referente ao tempo de conversão, que nos direciona ao bom caminho do amor, da verdade, da salvação.

Após a oração eucarística, o padre Nelson convidou todos os fiéis a darem as mãos e a rezar o Pai-Nosso. Foi um momento de muita fé na igreja, depois ele solicitou que cada fiel confraternizasse com o próximo, apertando as mãos do irmão e da irmã, lhe desejando a paz de Cristo. Na fração do pão, todos cantaram e louvaram o cordeiro de Deus.

Posteriormente, houve o momento da comunhão, dada em duas espécies pelo padre e pelos ministros, auxiliados pela equipe da Acolhida. Em seguida, o pároco rezou uma Ave-Maria em intenção aos falecidos, aos aniversariantes do dia. Teve ainda o sorteio de uma lembrança dada a um dizimista da igreja. Diante da imagem do Santo, o padre conduziu todos os fiéis a rezar a oração ao padroeiro e renovar as suas súplicas.  Após os avisos, o padre reforçou o convite a todos os participantes da novena de São José.

Ao final da missa, as crianças foram encaminhadas ao altar para rezar a oração do Santo Anjo e receber o pãozinho abençoado pelo sacerdote. Com a benção final, toda a comunidade se retirou, recebeu gratuitamente o jornal Nossa Família São José, que consta a palavra do pároco, os acontecimentos da igreja, assim como a programação da Festa de São José e da Semana Santa e foi convidada a se confraternizar no pátio.

No pátio da Igreja, havia barraquinhas com diversas comidas e bebidas, artesanatos, rifas, souvenirs religiosos. O domingo ficou ainda mais festivo com a apresentação de música ao vivo durante todo o dia: Silvano Havanz, o padre Nelson e Márcio. Houve muita animação na festa do padroeiro das famílias.

Horário das Missas
  • SEG
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • TER
    • 7:00
  • QUA
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • QUI
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SEX
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SAB
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
  • DOM
    • 7:00
    • 8:30 *
    • 10:00 ***
    • 11:30
    • 16:00
    • 17:30
    • 19:00 **

* Missas de Catequese

** Missa de Jovem

*** Missa da Família

Veja a programação completa