1º/08: FESTA DE SANTO AFONSO

Ó SANTO AFONSO, ROGA A DEUS POR NÓS!

A Igreja São José realizou na terça-feira, dia 1º de agosto, às 18h30, uma grande celebração Eucarística comemorativa, ao fundador da Congregação do Santíssimo Redentor, Santo Afonso Maria de Ligório e a consagração a vida religiosa por meio século, do Irmão Redentorista, Pedro Aniceto da Silva.

Com o lindo canto de Mantra “Ele me amou e se entregou”, Pe. Ricardo e alguns componentes da pastoral da música, proporcionaram aos presentes, uma prévia de tão majestosa celebração, preparada pela comunidade redentorista aos devotos de Santo Afonso e aos familiares e  amigos do Irmão Pedro, tão carinhosamente conhecido na comunidade.

Foi narrado a todos os presentes, uma breve história da caminhada religiosa de Santo Afonso, que foi Bispo, Confessor e Doutor da Igreja. Fundador da Congregação do Santíssimo Redentor, de onde fazem parte os religiosos da Igreja São José, conhecidos como missionários redentoristas.

Santo Afonso tinha uma companheira inseparável, para quem escreveu uma de suas mais belas obras, “As Glórias de Maria”, por sua grande devoção a Nossa Senhora.

Falecido aos 91 anos, deixou um grande legado de seu conhecimento e fé, através do bom uso de seus dons como: advogado, pintor, músico, poeta, escritor, teólogo e bispo, expandindo seu amor incondicional a Deus, que foi seu ponto de partida, para seguir a missão de evangelizador.

Guiados pelas lanternas e a cruz, jovens estudantes de teologia, residentes na comunidade redentorista Dom Muniz em BH, trajando batinas pretas, compunham a procissão de entrada, com o presidente da celebração, o bispo auxiliar da Arquidiocese de BH, Dom Vicente de Paula Ferreira, irmãos redentoristas, (entre eles, Irmão Pedro), o Provincial Redentorista, Pe. Américo de Oliveira e alguns Padres redentoristas.

Dom Vicente incensou a imagem de Santo Afonso, que toda florida, se destacava entre as demais.

Após a leitura do Evangelho de São Mateus, Dom Vicente, destacou em sua homilia, a dedicação de Santo Afonso, principalmente aos mais necessitados, com seu trabalho missionário e evangelizador Convocou a todos, a exemplo de Santo Afonso, traçar um itinerário espiritual, onde o ponto de partida, vai de encontro à busca da fonte da espiritualidade, no amor incondicional a Deus, ressaltando a necessidade de buscar mais a oração. Destacou que devemos estar com Deus em todo momento, dirigindo-se  aos concelebrantes para reafirmar a importância de se ensinar os fiéis a rezarem.

Dando continuidade ao que Dom Vicente chamou de itinerário da espiritualidade, narrou sobre como fazer a experiência de Deus junto de Jesus, que de acordo com Santo Afonso é representada através da Encarnação, Paixão e Eucaristia, destacando o ponto máximo do amor de Cristo, a citação de São João 3,16 “Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha vida eterna”

E enfim, finalizando o itinerário da espiritualidade, o ponto de chegada, está em alcançar o coração das pessoas necessitadas. O que segundo Dom Vicente, somente poderá ser realizado, através de projetos de evangelização, destinado principalmente as regiões mais distantes, desprovidas economicamente e espiritualmente.

Dom Vicente lançou então, uma proposta ao Provincial, Pe. Américo, com a participação de seus confrades e dos estudantes de teologia, de se armar uma tenda, mesmo que simples, em locais menos favorecidos da cidade de BH, para que sejam realizados projetos evangelizadores, contando também com a participação dos leigos, através de grupos de oração, reflexão e obras missionárias.

Antes da procissão das ofertas, Dom Vicente fez uma prece especial em comemoração aos 50 anos de dedicação à vida Religiosa do Irmão Pedro Aniceto. E em seguida recebeu durante a procissão dos Missionários leigos Redentoristas, a Cruz, o Terço, a Constituição Redentorista e os demais objetos litúrgicos.

Após a comunhão, o Provincial Pe. Américo agradeceu, em nome da comunidade redentorista, a dedicação e alegria sempre demonstrada por Irmão Pedro em suas atividades e sua participação na formação de muitos dos religiosos ali presentes.

Irmão Pedro, retribuiu o agradecimento, fazendo um breve relato destes 50 anos de dedicação a vida religiosa e demonstrando a sua gratidão a todos que conviveram com ele nestes anos. Ao final de seu discurso, foi saudado por todos com uma calorosa salva de palmas.

Feitas todas as homenagens, tanto a Santo Afonso como ao Irmão Pedro, Dom Vicente deu a bênção final, tornado este primeiro dia do mês de agosto abençoado e esperançoso de mais outros dias com tanta espiritualidade como o de hoje.

Horário das Missas
  • SEG
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • TER
    • 7:00
  • QUA
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • QUI
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SEX
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SAB
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
  • DOM
    • 7:00
    • 8:30 *
    • 10:00 ***
    • 11:30
    • 16:00
    • 17:30
    • 19:00 **

* Missas de Catequese

** Missa de Jovem

*** Missa da Família

Veja a programação completa