1º. DIA DA NOVENA A SÃO GERALDO

1º. DIA DA NOVENA A SÃO GERALDO

Nesse 27º Domingo do Tempo Comum, abriu-se solenemente, às 11h na Igreja São José, as solenidades da festas a São Gerado Majela, um santo redentorista. “O Senhor chama-nos à santidade”, tema do primeiro dia da novena, foi conduzido pelo padre Nelson Antonio. Ele iniciou a celebração com o hino a São Geraldo e explicou aos fiéis o significado da cruz, do rosário e da caveira, presentes na imagem do santo festejado. O padre fez a oração para todos os dias com o apoio da Pastoral da Acolhida, rezada em dois coros. Depois, ele meditou com a assembleia sobre o documento do Papa Francisco “Gaudete et  Exsultate” (Alegrai-vos e exultai) e o caminho de Geraldo em direção à santidade. Prosseguiu-se a novena com a oração milagrosa ao santo e a oração do ano do laicato, rezadas alternadamente com a participação da pastoral e dos fiéis. No final, a assembleia aplaudiu com entusiasmo, saudou com calorosos vivas ao santo, cujo altar estava ornamentado com flores amarelas e alaranjadas.

A Santa Missa iniciou-se às 11h30 com as intenções lidas pela comentarista Eduarda. Ela mencionou o dia dedicado à Nossa Senhora do Rosário, à novena de São Geraldo, às eleições brasileiras e ao mês missionário na Igreja. Imediatamente, entrou a procissão com a cruz, as lanternas, o estandarte de São José e o banner do dízimo. Os Acólitos, os ministros da Eucaristia e leitores, juntamente com a Pastoral da Acolhida e o padre Nelson participaram do cortejo, animado pela música “Eis-me aqui, Senhor”, interpretado pelo Leonardo. Cada integrante da pastoral levou a doação de milho de canjica e a colocou no cesto, perto do ambão. Paramentado com uma estola verde, o pároco fez sua saudação fraterna aos fiéis e os conduziu a cantar ao “Deus Trino”. Em seguida, entoou o hino de louvor. A celebração continuou com a oração do dia, a 1ª. Leitura (Gn 2, 18-24), o canto do Salmo 127 e a 2ª. Leitura (Hb 2, 9-11). A Pastoral da Acolhida fez as leituras desse domingo festivo.

Padre Nelson proclamou o Evangelho segundo Marcos (10, 2-16), iluminado por duas lanternas. Ressaltou a temática abordada nas leituras: a criação do homem e da mulher, a providência divina sobre todos os seres, as coisas do mundo e o projeto de encontro, comunhão, fraternidade idealizado por Deus. A partir da humanidade, Deus não fez a mulher para dominar e nem para ser dominada. O Pai, o Filho e o Espírito Santo estão em uma perfeita comunhão e essa unidade harmoniosa foi concebida por Deus para a família e o casamento, onde sejam promovidos o respeito, o diálogo, a comunhão, a igualdade baseados na fonte maior que é o amor. Por isso, “o homem deixará seu pai e sua mãe e os dois serão uma só carne … Portanto o que Deus uniu o homem não separa”. Jesus retomou a origem do sonho de Deus, que foi a união do homem e da mulher em um projeto de parceria, unidade e companheirismo eternos. O pároco salientou a importância do olhar de cada católico para o casamento cristão, respeitando o projeto de Deus. Ele disse que o casamento é uma vocação que supõe responsabilidade, fidelidade, compromisso, dedicação, paciência, seriedade.

No momento da apresentação das ofertas, fez-se a procissão de entrada do pão, do vinho e da bandeira do Brasil, ao som de “Pra não dizer que não falei de flores”, de Geraldo Vandré. O padre recebeu as ofertas dos integrantes da pastoral e prosseguiu com os rituais da missa. Nos ritos da comunhão, antes do Pai Nosso, o celebrante fez seus rogos especiais às eleições brasileiras e essa oração foi rezada de mãos dadas. A comunhão foi dada em duas espécies pelo padre e ministros, auxiliados pela equipe da Acolhida.

O pároco conduziu todos a rezar uma Ave Maria em intenção dos falecidos e dizimistas da Igreja e a oração a São Geraldo. Após os avisos, ele deu uma benção especial ao pãozinho e às uvas distribuídos às crianças, que rezaram o “Santo Anjo do Senhor”. Agradeceu a presença dos fiéis, a colaboração de toda sua equipe, o apoio das Amigas de São José nas barraquinhas e registrou, especialmente, a participação de todos os integrantes da Pastoral da Acolhida. Com a benção final, padre Nelson encerrou esse domingo comemorativo em honra a São Geraldo, um santo dos pequenos e dos pobres, transmitindo muita paz e alegria no coração de cada fiel na Igreja São José.

CONFIRA AS FOTOS DO 1º DIA DA NOVENA NO LINK ABAIXO:

1º DIA DA NOVENA A SÃO GERALDO

Horário das Missas
  • SEG
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • TER
    • 7:00
  • QUA
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • QUI
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SEX
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
    • 19:00
  • SAB
    • 7:00
    • 8:00
    • 18:00
  • DOM
    • 7:00
    • 8:30 *
    • 10:00 ***
    • 11:30
    • 16:00
    • 17:30
    • 19:00 **

* Missas de Catequese

** Missa de Jovem

*** Missa da Família

Veja a programação completa